Neymari isa kritiseeris meediat ja astus poja kaitseks välja

 (3)
Neymari isa kritiseeris meediat ja astus poja kaitseks välja
Neymar CHARLES PLATIAU, Reuters

Brasiilia jalgpallikoondise ja Pariisi Saint-Germaini ründetähe Neymari, kes on karjääri jooksul sattunud tihti sukeldumise eest kriitika alla, kaitseks astus välja tema isa Neymar seenior.

Neymar Sr. postitas Instagrami kontol pikema sõnavõtu kriitika ja vigastuste teemal, mida alustas meenutusega 2014. aasta jalgpalli MM-ist, kus Neymarile hüppas tagant selga Kolumbia mängumees Juan Zuniga. Neymaril tuvastati toona mõra selgroolülis.

"See oli täiesti ebaloomulik ja mõttetu viga," kirjutas brasiillane. "Me palvetasime ja palvetasime ja minu pojal vedas. Ta oleks võinud lõpetada ratastoolis, kuid seda õnneks ei juhtunud."

"2018. aasta jalgpalli MM-il astuti Neymarile hüppeliigese mänguvälises olukorras ja kõik rääkisid, et midagi ei juhtunud! Hoopis vastupidi, teda süüdistati sukeldumises. Kohtumises kasutati videokohtunikke ning kogu maailm vaatas, kuid Neymari peeti süüdlaseks," jätkas Neymar Sr.

"Nüüd tehti Neymarile ühes kohtumises neli viga järjest, mille tõttu peab ta taas vigastuspausi pidama," vihjas Neymar Sr. kohtumisele Strasbourgiga. "Mu poeg kukub sellepärast, et ta püüab end kaitsta ning hoiatasin teda alati, et ta prooviks vältida suuri kokkupõrkeid."

"Selline viga, mis Neymarile 2014. aasta MM-il tehti, väärib kohtuniku kaitset. Minu jutt pole isapoolne hala, vaid olen lihtsalt väsinud jalgpallis valitsevast sotsialistlikust süsteemist. Olen väsinud ajakirjandusest, kes keskendub sellele, et saaks Neymarist lugusid kirjutada ja räägivad, et Neymar väärib kõike juhtunut. Minu soov on, et te läheksite p****e!" lajatas Neymari isa ajakirjanduse suunas.

Seotud lood:

"Minu poeg suudab alati raskustest üle olla ning veelgi tugevamana tagasi tulla."

View this post on Instagram

Copa de 2014. Uma entrada desproporcional e sem sentido. Tudo bem, aceitamos o destino, nada a fazer. Pensamos, oramos e chegamos à conclusão que meu filho até deu sorte porque poderia estar em uma cadeira de rodas. Graças a Deus não foi o que aconteceu e seguimos em frente. Copa de 2018. Um pisão em seu tornozelo quando fora de jogo. Disseram que não houve nada e que, pelo contrário, ele simulou. Tinha VAR, tinha o mundo inteiro vendo, mas enfim ele acabou considerado "culpado”. . Copa da França 2019. 4 faltas consecutivas, no mesmo lance (!!) até conseguirem provocar o desequilíbrio dele e posteriormente a torção. Se cair, meu filho é "cai-cai". Se ele se proteger fugindo da falta é simulação e se "simular", meu Deus, é terrivelmente contestado. Acompanho meu filho em seus jogos há muitos anos, sem faltar a nenhum deles. Quando ele era criança, vendo que era mais franzino que seus adversários sempre o alertei sobre divididas: “Nunca as enfrente, lei da física, vai perder. Se quiser vencer chega antes e se não puder evitar o contato, que esteja no ar. Um graveto no ar não se quebra, porém apoiado no solo facilmente se dobrará” ! Conselho de um pai. Uma pancada por trás, como em 2014 não há conselho que o proteja, essa proteção precisa ser feita pela arbitragem. Um pisão fora do jogo não tenho como proteger, precisa ser feito pela arbitragem. Faltas consecutivas, típicas de um anti-jogo, também não temos como proteger, tem que ser feito pela arbitragem !! Não é choro de pai não, é cansaço desse sistema socialista no futebol, “todos iguais”. DRIBLAR NÃO PODE ? TER TALENTO NÃO PODE !! Cansaço de alguns meios de comunicação mais preocupados em “vender” matérias. Sabe... como sempre a vida continua, o futebol também, e os babacas de plantão, que se dizem especialistas em futebol, continuarão realizando enquetes perguntando se “o Neymar merece apanhar“. Lamentável, pra dizer o mínimo porque a vontade é de lhes mandar a m....; Meu filho, como sempre, já se levantou e começou de novo. Aproveitem agora e guardem o veneno. Mas se preparem porque, como sempre, ele voltará mais forte.

A post shared by Neymar Pai (@neymarpai_) on

Futboliit (talgpall)